Saiba Como Funciona As Casas Inteligentes e Como Começar Customizar A Sua

A casa inteligente, também conhecida como “smart home”, é um conceito cada vez mais presente em nosso dia a dia. Trata-se de um sistema integrado de automação residencial que utiliza tecnologia para controlar e gerenciar diversos aspectos da casa de forma inteligente e conveniente. 

Anúncio

A ideia é transformar a residência em um ambiente mais seguro, eficiente e confortável, oferecendo maior controle e conectividade aos moradores.

Por meio de dispositivos eletrônicos e sensores interconectados, é possível controlar diferentes sistemas da casa, como iluminação, temperatura, segurança, eletrodomésticos e entretenimento. 

Anúncio

Esses dispositivos podem ser controlados remotamente por meio de smartphones, tablets ou assistentes de voz, proporcionando praticidade e comodidade aos moradores.

Um dos principais benefícios de uma casa inteligente é a automação. Por exemplo, é possível programar a iluminação para acender e apagar em determinados horários ou controlar o termostato para ajustar a temperatura conforme a necessidade. 

Vantagens de ter uma casa inteligente

VEJA TAMBÉM

Além disso, a segurança é reforçada por meio de sistemas de monitoramento, como câmeras de segurança e fechaduras inteligentes, que podem ser acessados e controlados remotamente.


Outra vantagem das casas inteligentes é a eficiência energética. Sensores de movimento e luminosidade podem ajustar automaticamente a iluminação, enquanto termostatos inteligentes regulam a temperatura conforme a ocupação dos cômodos, resultando em economia de energia. 

Eletrodomésticos conectados podem ser programados para funcionar em horários de menor demanda, aproveitando tarifas de energia mais baixas.

A conectividade é um elemento fundamental em uma casa inteligente. Com a utilização de redes Wi-Fi ou sistemas de comunicação sem fio, todos os dispositivos podem se comunicar entre si e com o usuário. 

Dessa forma, é possível receber notificações, controlar os equipamentos e monitorar o ambiente de qualquer lugar, desde que haja acesso à internet. 

Precauções com a casa inteligente

No entanto, é importante considerar alguns pontos antes de investir em uma casa inteligente. A interoperabilidade entre diferentes dispositivos e marcas pode ser um desafio, sendo necessário verificar a compatibilidade antes de adquirir os equipamentos.

Além disso, a segurança digital também é uma preocupação, uma vez que a conectividade aumenta a exposição a possíveis ataques cibernéticos.

10 dicas de como ter uma casa inteligente

Caso você queira customizar sua casa para se tornar uma “smart home” e entrar de vez na era digital, vamos te mostrar algumas dicas importantes para iniciar. 

1 – Planeje sua automação

Antes de começar a adquirir dispositivos, planeie para identificar quais sistemas você deseja automatizar, como iluminação, segurança, climatização, entre outros. Igualmente, é preciso pensar no fator segurança do sistema.

O mais indicado é contratar um bom profissional que conheça bem este tipo de serviço para proporcionar segurança.

Ademais, será necessário averiguar seu sistema de internet via wi-fi para garantir a boa funcionalidade, haja vista, que a maioria dos dispositivos exige uma excelente conectividade. 


2 – Escolha um hub central

Opte por um hub central de automação residencial, como Amazon Echo, Google Home ou Apple HomePod. Eles atuam como o cérebro da casa inteligente, permitindo o controle de vários dispositivos.

Ao escolher um hub central para sua casa inteligente, há alguns aspectos importantes a serem avaliados. Os principais aspectos a serem avaliados são os seguintes: compatibilidade, ecossistema, conectividade, interface de usuário, suporte a assistentes de voz, escalabilidade, segurança e por fim o preço. 

3 – Comece com dispositivos básicos

Comece adicionando dispositivos básicos, como lâmpadas inteligentes e tomadas inteligentes, para controlar a iluminação e os aparelhos elétricos de forma remota. Igualmente, existem fechaduras e termostatos inteligentes com excelentes preços.

Um item considerado básico e muito acessível, são os assistentes de voz. No mercado existem vários tais como: Amazon Alexa, Google Assistant ou Apple Siri. Os mais populares são os dois primeiros. 

4 – Integre sua segurança

Adicione câmeras de segurança e fechaduras inteligentes para monitorar e controlar o acesso à sua casa, podendo receber notificações e visualizar as imagens remotamente.

Afinal, uma casa inteligente precisa ser também segura para os seus moradores e garantir que você e sua família estão todos seguros. 

As câmeras de segurança inteligentes são ótimas para monitorar sua casa quando você não está presente. Elas oferecem recursos como transmissão ao vivo, gravação em nuvem, detecção de movimento e notificações em tempo real para garantir a segurança da sua residência.

5 – Gerencie a climatização

Instale um termostato inteligente para ajustar a temperatura conforme a sua programação ou controlá-lo por meio de um aplicativo, economizando energia e garantindo o conforto.

Com esse dispositivo você é capaz, inclusive, de economizar energia e garantir que ninguém gaste energia ao esquecer lâmpadas acesas.

Com ele, você pode ajustar a temperatura remotamente ou criar programações personalizadas para otimizar o uso do sistema de aquecimento ou ar condicionado, economizando energia e garantindo o conforto adequado.

6 – Controle por voz

Utilize assistentes de voz, como Alexa, Google Assistant ou Siri, para controlar os dispositivos da casa inteligente apenas com comandos de voz, proporcionando maior praticidade e conveniência.

7 – Automatize rotinas

Crie rotinas e cenários personalizados para automatizar tarefas diárias, como acender as luzes quando você chegar em casa ou desligar todos os aparelhos eletrônicos à noite. Com os dispositivos certos você consegue fazer toda essa customização.

Até utilizando um pouco de criatividade é possível utilizar tecnologias antigas para fazer isso. Um exemplo, são os antigos programadores de TV que a desligam na hora que você agendar.

Esse recurso existe há décadas e é um dos precursores de uma casa inteligente. 

8 – Expanda para entretenimento

Adicione dispositivos de entretenimento inteligentes, como alto-falantes inteligentes ou sistemas de streaming, para aproveitar música, filmes e programas de TV em diferentes ambientes da casa.

Assim como no exemplo anterior, esses recursos existem há algum tempo e podem ser incrementados para conseguir obter uma casa inteligente. 

9 – Aproveite a automação por geolocalização

Configure a automação com base na sua localização. Por exemplo, as luzes podem acender automaticamente quando você se aproxima de casa. Este recurso é muito útil para quem chega a noite em casa e abre a garagem para entrar. 

Não precisa nem descer do carro para este tipo de procedimento. O mesmo ocorre com dispositivos inteligentes para portões que reconhecem o veículo e se abrem. 

10 – Garanta a segurança da rede

Por último e, não menos importante, proteja sua rede Wi-Fi com senhas fortes e mantenha seus dispositivos atualizados para evitar vulnerabilidades.

Considere a utilização de redes separadas para dispositivos inteligentes e dados pessoais.

Lembre-se de que cada casa inteligente é única, e as necessidades podem variar. Explore diferentes opções e escolha os dispositivos que melhor atendam às suas necessidades e orçamento.


Deixe um comentário