Estes são os 4 signos mais ingênuos do zodíaco

A ingenuidade muitas vezes é confundida com pureza, mas isso não é verdade, haja vista, que ambas são coisas diferentes. Quando alguém consegue acreditar em tudo e vive sendo enganada, isso sai do campo da “inocência” e passa para o campo da inexperiência. Embora construamos nossas personalidades ao longo da vida, na astrologia acredita-se que os astros podem influenciar também na personalidade das pessoas.

Anúncio

Conforme a astrologia, existem alguns signos que tendem a possuir mais ingenuidade que outros. Esses signos podem ser facilmente levados a acreditarem mais em tudo que ouvem e até serem mais propensas a caírem em golpes. Entretanto, é importante destacar que a astrologia prende-se ao campo do misticismo e isso não quer dizer, necessariamente, que as pessoas dos 4 signos que citamos aqui, são completamente ingênuas. 

4 signos mais ingênuos 

VEJA TAMBÉM

Anúncio

Os signos que mostraremos logo abaixo, podem ser considerados os mais ingênuos do zodíaco devido a algumas características inerentes a sua personalidade astrológica. 

Câncer (21 de junho a 22 de julho)

O maior problema para a ingenuidade dos nativos de Câncer é o seu espírito protetor, cuidador e carinhoso com aqueles que amam. Isso pode “cegar” algumas realidades diante dos olhos de um canceriano. Contudo, são muito espertos em muitos momentos com aqueles que não possuem muita ligação afetiva com eles.

Deste modo, um canceriano pode não ver a maldade com pessoas que tenta proteger de todas as maneiras, mas também, sabem o momento certo de desacreditarem quando contrariados. A lealdade e carinho de uma nativo de Câncer pode ser o seu principal inimigo quando o assunto é enxergar as pessoas por dentro.

Peixes (19 de fevereiro a 20 de março)

Piscianos são sempre gentis e muito dispostos à bondade, sempre possuem uma visão romântica do mundo e consequentemente das pessoas. É neste sentido que podem deixar passar o lado “obscuro” de algumas pessoas e constroem ingenuamente uma figura que pode não existir na realidade. Daí temos o ponto fraco da ingenuidade de um nativo do signo de Peixes.

Sonham muito alto e sempre colocam algumas pessoas em seus planos, construindo assim, uma barreira que impede de enxergar algumas situações. A verdade é que o pisciano pode ser o típico bondoso e sonhador que espera sempre o melhor de todas as situações, inclusive, das pessoas. Por outro lado, são fortes e capazes de se desprenderam quando se deparam com a mentira.

Libra (23 de setembro a 22 de outubro)

O signo de Libra é classicamente caraterizado por sua incapacidade de separar o certo do errado. É a partir deste pressuposto que um libriano pode ser confundido e tornar-se ingênuo diante de algumas situações claras. O espírito conciliador e justo de um libriano é muito forte e autêntico, mas que não lhe projeta para um pouco mais de maturidade no sentido de maturidade.

A capacidade de avaliar o certo e o errado é um dos pontos que servem como parâmetros para podermos tomar decisões. No caso do nativo de Libra, a ausência desta reflexão analítica e sistemática da situação, pode fazê-lo a tomar decisões ingênuas e que, certamente, lhes serão como pedra de tropeço para seus projetos pessoais no futuro. 

Áries (21 de março a 19 de abril)

Para entendermos a fonte de ingenuidade do ariano, precisamos entender dois fatores de sua personalidade: a inocência e excesso de confiança! Quando uma pessoa de Áries se envolve com algo ou alguém, passa a ver tudo pelo lado positivo (inocência) sem se preocupar com as coisas que podem fugir de seu controle e se acham capazes de resolver tudo (excesso de confiança). 

Neste sentido, falar na “lei de Murphy” para um ariano não é algo muito frutífero. Esperar pelo que pode dar errado e calcular tudo, não é uma prática do nativo de Áries. A ingenuidade é fruto destes fatores que acabam tornando o indivíduo uma pessoa sem a malícia para as coisas. 

O que é a ingenuidade?

Embora a definição de ingenuidade aceite os termos “inocência” e “simplicidade”, o que mais caracteriza essa condição é a falta de maturidade. Pessoas imaturas tendem a ser mais ingênuas e não são capazes de fazer uma análise concisa das coisas e avaliar com uma visão mais panorâmica.

Quando não construímos essa capacidade de vislumbrar as coisas como elas deveriam ser vistas, acabamos nos tornando refém das consequências. Analisar cada passo e atitude é o segredo para vencer a ingenuidade. Igualmente, não podemos dizer que essa seja uma regra única para não ser ingênuo, mas lembrar que uma série de experiências na vida nos dão os gatilhos mentais necessários para analisar as coisas.

Existem casos de pessoas ingênuas não por falta de experiência, mas porque foram vencidas pela falta de estrutura psicológica e ficam fragilizadas pelas emoções. Isso nos aponta para algo interessante que cabe reflexão quanto a ingenuidade. A subordinação emocional pode nos fazer escurecer a visão para coisas que estão evidentes, mas que, no fundo, não queremos enxergar. 

Deixe um comentário